Avançar para o conteúdo
Home » Verificando traduções.

Verificando traduções.

Para:

Sujeito: sistemas de teste.

Prezadas Senhoras/Senhores.

Em 2007, juntei-me à luta dos deficientes em Israel. Em 10 de julho de 2018, entrei para o movimento “Nitgaber” – pessoas com deficiência transparentes. No movimento tentamos promover os direitos dos deficientes transparentes, ou seja: pessoas como eu que sofrem de graves problemas de saúde que não são visivelmente visíveis do lado de fora. Essa falta de visibilidade externa causa uma discriminação muito severa contra nós – e até mesmo em comparação com outras pessoas com deficiência.

Nosso movimento tem um site na Internet, construído para nós em hebraico. A referência ao nosso site em hebraico:Movimento vamos superar

Usei serviços de tradução automática para traduzir o site para 66 idiomas diferentes – e abaixo estão os links para traduzir o site para os vários idiomas:

1) Referência à tradução uzbeque:nitgaber harakat

2) Referência à tradução ucraniana:чухий рух

3) Referência à tradução para o urdu:movimento nitgaber

4) Referência à tradução azeri:nitgaber herakatı

5) Referência à tradução italiana:movimento nitgaber

6) Referência à tradução indonésia:movimento negro

7) Referência à tradução para islandês:movimento nitgaber

8) Referência à tradução para o albanês:movimento nitgaber

9) Referência à tradução amárica:movimento nitgaber

10) Referência à tradução em inglês:movimento nitgaber

11) Referência à tradução estoniana:movimento nitgaberi

12) Referência à tradução armênia:movimento nitgaber

13) Referência à tradução para o búlgaro:movimento Nitgabarsko

14) Referência à tradução bósnia:nitgaber pokret

15) Referência à tradução para birmanês:movimento nitgaber

16) Referência à tradução bielorrussa:нитгаберски рух

17) Referência à tradução bengali.movimento nitgaber

18) Referência à tradução basca:movimento nitgaber

19) Referência à tradução para o georgiano:movimento nitgaber

20) Referência à tradução alemã:Nitgaber-Bewegung

21) Referência à tradução dinamarquesa:movimento nitgaber

22) Referência à tradução para o holandês:movimento nitgaber

23) Referência à tradução húngara:nitgaber mozgalom

24) Referência de tradução para hindi:Movimento Nightgabber

25) Referência à tradução vietnamita:telefone nitgaber nitgaber

26) Referência à tradução tadjique:movimento нитгаберхо

27) Referência à tradução turca:Nigaber Gekiti

28) Referência à tradução para o turcomano:nitgaber kihihi

29) Referência à tradução em télugo:movimento nitgaber

30) Referência à tradução em Tamil:Movimento noturno

31) Referência à tradução grega:κίνημα nitgaber

32) Referência à tradução em iídiche:Nitgaaburned comeaand Gong

33) Referência à tradução japonesa:ニトゲーバーのmovimento

34) Referência à tradução em letão:movimento nitgabera

35) Referência à tradução lituana:nitgabero judumas

36) Referência à tradução mongol:нитгаберийн хороший

37) Referência à tradução malaia:Movimento Nitgaber

38) Referência à tradução para o maltês:movimento nitgaber

39) Referência à tradução macedônia:movimento nitgaber

40) Referência à tradução norueguesa:movimento nitgaber

41) Referência à tradução nepalesa:movimento nitgaber

42) Referência à tradução suaíli:sim movimento nitgaber

43) Referência à tradução cingalesa:negócio de nitgaber

44) Referência à tradução chinesa:黑人運動

45) Referência à tradução para o esloveno:movimento nitgaber

46) Referência à tradução eslovaca:nitgaberské hnutie

47) Referência à tradução em espanhol:movimento negro

48) Referência à tradução sérvia:нитгабер покрет

49) Referência à tradução árabe:movimento nitgaber

50) Referência à tradução pashto:nitgaber um movimento

51) Referência à tradução para o polonês:ruch nitgaber

52) Referência à tradução em português:movimento nitgaber

53) Referência à tradução para o filipino:movimento de nitgabe

54) Referência à tradução finlandesa:como nitgaberina

55) Referência à tradução persa:um movimento nitgaber

56) Referência à tradução checa:nitgaberské hnutí

57) Referência de tradução francesa:movimento nitgaber

58) Referência à tradução coreana:Movimento Nitgaber

59) Referência à tradução cazaque:movimento нитгабер

60) Referência à tradução para o catalão:movimento nitgaber

61) Referência à tradução do Quirguistão:movimentos nitgaber

62) Referência à tradução croata:nitgaber pokret

63) Referência à tradução para o romeno:mal cuidado nitgaber

64) Referência à tradução russa:движение нитгаберов

65) Referência à tradução sueca:movimento nitgaber

66) Referência à tradução em tailandês:movimento de nitgaber

 

Gostaria de saber se existe um serviço no qual você possa verificar o nível de precisão das traduções – como você sabe, os sistemas de tradução automática às vezes cometem erros muito significativos.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini.

 

A. Abaixo está minha correspondência com um médico do Hospital Shaare Zedek em Jerusalém:

 

Multar. Não há necessidade – eu não vou vir e é isso.

 

Na sexta-feira, 23 de setembro de 2022 às 08:57:20GMT +3, Altergot, Abraham < altergot@szmc.org.il > escreveu:

Ocultar mensagem original

Meu nome é Dr. Altergut. Sou ortopedista em Shaare Zedek e não estou relacionado a consultas clínicas. Ligue para agendamentos

enviado do smartphoneMeu Samsung Galaxy.

——– Post Original ——–

Por: Assaf Binyamini < assaf197254@yahoo.co.il >

Data: 22.9.2022 20:42 (GMT+02:00)

para: “Altergot, Abraham” < altergot@szmc.org.il >

Topic:Re: Minhas cartas para o departamento de ortopedia do Hospital Shaare Zedek.

 

Devo ter vindo ao lugar certo. A consulta foi com você – unidade ortopédica do hospital Shaare Zedek – o local mais correto que poderia ser nesse caso.

No entanto, devido a complicações burocráticas e estranheza intolerável, acabei tendo que cancelar a consulta e o tratamento médico que preciso.

Apenas lidar com a burocracia médica já causa muito mais danos do que o tratamento poderia ajudar aqui – se é que chega.

E – não me escreva aqui “sentimos muito que você se sinta assim” – ninguém sente muito por nada. Você fez isso de propósito!!!

Portanto, não há necessidade – não irei – nem para exame nem para tratamento.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini.

Na quinta-feira, 22 de setembro de 2022 às 18:07:46 GMT +3, Altergot, Abraham < altergot@szmc.org.il > escreveu:

Não tenho certeza se você veio ao lugar certo.

enviado do smartphoneMeu Samsung Galaxy.

 

——– Post Original ——–

Por: Assaf Binyamini < assaf197254@yahoo.co.il >

Data: 22.9.2022 16:34 (GMT+02:00)

para: “Altergot, Abraham” < altergot@szmc.org.il >

Assunto: Cartas ao Departamento de Ortopedia do Hospital Shaare Zedek.

 

B. Abaixo está uma carta que enviei para vários lugares:

Para:

Em questão: Serviços especiais.

Prezadas Senhoras/Senhores.

Enviei ao Instituto Nacional de Seguros um pedido de serviços especiais que estou anexando aqui.

Aprendi com a experiência anterior que estes irão automaticamente rejeitar a reclamação – e isto apesar da necessidade urgente deste serviço para:

1) Regulamentar o estatuto e os direitos de pensão da empregada que trabalha para mim desde 2002. Gostaria de salientar que devido à minha deficiência física não posso limpar o meu apartamento sozinho.

2) Devido à minha deficiência física, ocasionalmente há várias atividades dentro de casa que não posso mais fazer sozinho devido ao agravamento da saúde – e, em alguns casos, a elegibilidade para serviços especiais pode definitivamente ajudar.

Estou à procura de partes com quem possa consultar para lidar com o Seguro Nacional nesta matéria.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9662592.

Meus números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040.

Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) A referência foi enviada por mim para o endereço:

O Instituto Nacional de Seguros-Distrito de Jerusalém,

Rua Shimon Ben Shetach 4,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9414704.

3) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il ou: asb783a@gmail.com ou: assaf197254@yahoo.co.il ou: assaf002@mail2world.com ou: assafbenyamini@hotmail.com ou: ass.benyamini @yandex.com ou: assaffff@protonmail. com ou: benyamini@vk.com ou: assafbenyamini@163.com

4) O cenário terapêutico em que estou:

Associação “Reut”-Hostel “Avivit”,

Ha Avivit St. 6,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9650816.

Os números de telefone nos escritórios do albergue: 972-2-6432551. Ou: 972-2-6428351.

O endereço de e-mail do albergue: avivit6@barak.net.il

A assistente social da equipe do albergue, que trabalha no meu apartamento: Sra. Sara Stora-972-55-6693370.

5) Abaixo estão 3 exemplos de áreas em que preciso de assistência urgente e espero que a aprovação para receber serviços especiais do Instituto Nacional de Seguros possa ajudar de uma forma ou de outra:

I. Por volta do início de dezembro de 2018, ouvi na mídia que uma nova lei foi aprovada na época, que exige que qualquer pessoa que empregue um trabalhador em sua casa que ajude na limpeza ou outras tarefas domésticas assine um contrato de trabalho ordenado com o trabalhador e denunciá-lo às autoridades. Gostaria de salientar que devido à minha deficiência física, desde 2002 ou mais, tenho vindo a mim uma empregada que faz trabalhos de limpeza mediante pagamento – no entanto, durante este período mudei-me entre vários apartamentos residenciais (e surge a questão de saber se isso é relevante para o assunto?) – e eu convidava a empregada de tempos em tempos, conforme necessário – não Ela tinha horários ou dias de trabalho fixos, e a frequência de sua chegada também mudava de tempos em tempos. No ano passado (estou escrevendo isso em 1º de outubro de 2022), geralmente ocorre uma vez por mês.

Depois de muitas indagações que fiz sobre o assunto, ficou claro para mim que enquanto eu não tiver direito a serviços especiais não poderei regular sua condição social e direitos – e isso contraria as falsas alegações por parte do Instituto Nacional de Seguros que alega que existe, por assim dizer, a possibilidade de regular a questão do emprego da empregada doméstica mesmo sem direito a serviços especiais

Gostaria de salientar que pelo meu conhecimento dela sei que esta é uma mulher do dia – e isso também é algo que deve ser levado em consideração.

A governanta em questão: Sra. Yehudit Kohel-972-50-2169965.

II. Sou um segurado de 50 anos do Clalit Health Services da área de Jerusalém e, devido à minha deficiência física, acho cada vez mais difícil chegar às clínicas para exames médicos – se e quando houver necessidade.

Ainda estou tentando descobrir se o fundo de seguro de saúde do qual sou membro pode realmente aprovar tal coisa e se esse direito social existe. Nesta fase não sei se o subsídio de serviços especiais do Instituto Nacional de Seguros tem ou nada a ver com isso.

Vou notar que no meu caso existem 2 dificuldades adicionais:

A primeira dificuldade – eu vivo com uma renda muito baixa – um subsídio de invalidez do Instituto Nacional de Seguros. Portanto, um alto pagamento por tais testes ou tratamentos médicos em particular seria muito problemático para mim em qualquer caso.

A segunda dificuldade – não tenho carro nem carta de condução – e devido ao meu estado de saúde e aos medicamentos que tomo, também nunca poderei tirar a carta – e por isso só é possível chegar a locais diferentes usando transporte – algo que, como disse, tenho cada vez mais dificuldades.

É claro que essas duas dificuldades também devem ser levadas em conta.

III. Tomo medicamentos psiquiátricos há muitos anos – e nos últimos anos surgiu uma realidade insuportável em que os psiquiatras dos centros de saúde mental pararam de monitorar os medicamentos psiquiátricos (sei que isso soará meio absurdo – mas infelizmente essa é a realidade que encontro e outra vez). Mas como eu vivo com uma renda muito baixa – um subsídio de invalidez do Instituto Nacional de Seguros – ir a médicos em particular é impossível para mim.

Mas hoje não há outra alternativa, pois até os psiquiatras dos postos de saúde mental não são mais um endereço para mim, por dois motivos:

A primeira razão: uma abordagem problemática do tratamento – sempre que chegam à estação, os doentes mentais são automaticamente tratados como pessoas também deficientes mentais – o que leva a uma total falta de escuta por parte dos médicos. A partir do momento em que cheguei à estação, os médicos partiriam da suposição de que saberiam exatamente de que problemas eu estava sofrendo sem me conhecer nem mesmo um conhecimento superficial ou mínimo. Isso resultou repetidas vezes em práticas de tratamento erradas aplicadas a mim e também na minha incapacidade de cooperar com a atitude depreciativa que veio com isso. E mais: mesmo nos casos em que o pessoal da clínica ou os médicos me conheciam, o tratamento ainda não mudou – o que impedia qualquer possibilidade de tratar ou ajudar, e também provocava constantes embates com os funcionários que supostamente “tratavam” ou tentavam, supostamente, “ajudar”. É claro que o que aconteceu nesses casos não foi ajuda em nada, mas uma opressão contínua com a qual eu não concordava, e ainda hoje não concordo em cooperar. Toda vez que presenciava isso, deixava o mesmo “rastreamento” Supostamente para evitar maiores danos e angústias mentais desnecessárias sob o pretexto de “ajuda” ou “tratamento” por assim dizer. Sei que se trata de uma generalização, mas à luz de muitos anos de experiência e de um exame muito minucioso e abrangente do assunto, não foi possível chegar a nenhuma outra conclusão ou insight. o que aconteceu nestes casos não foi uma ajuda, mas uma opressão contínua com a qual eu não concordava, e ainda hoje não concordo em cooperar. Toda vez que presenciava isso, deixava o mesmo “rastreamento” Supostamente para evitar maiores danos e angústias mentais desnecessárias sob o pretexto de “ajuda” ou “tratamento” por assim dizer. Sei que se trata de uma generalização, mas à luz de muitos anos de experiência e de um exame muito minucioso e abrangente do assunto, não foi possível chegar a nenhuma outra conclusão ou insight. o que aconteceu nestes casos não foi uma ajuda, mas uma opressão contínua com a qual eu não concordava, e ainda hoje não concordo em cooperar. Toda vez que presenciava isso, deixava o mesmo “rastreamento” Supostamente para evitar maiores danos e angústias mentais desnecessárias sob o pretexto de “ajuda” ou “tratamento” por assim dizer. Sei que se trata de uma generalização, mas à luz de muitos anos de experiência e de um exame muito minucioso e abrangente do assunto, não foi possível chegar a nenhuma outra conclusão ou insight.

O segundo motivo: condição de saúde física – no início de 1998 sofri um acidente de trabalho no hotel “Larom” em Jerusalém (o nome do hotel foi alterado ao longo dos anos – e hoje se chama hotel “Inbal”) onde Trabalhei na época por cerca de três meses como parte de um projeto da organização “Elwyn Israel” – e desde então desenvolvi uma série de problemas físicos, nenhum dos quais o Instituto Nacional de Seguros reconhece. Além disso, atualmente não há outra entidade ou escritório do governo que reconheça esse dano.

Desde aquele acidente, minha condição piorou lenta, mas contínua e consistentemente – e hoje cheguei a uma situação em que até a chegada física aos postos de saúde mental é uma questão difícil e cada vez mais problemática para mim.

Uma caixa geral de seguro de saúde da qual sou membro, e também o Ministério da Saúde alegaram que não têm solução para esta situação e que não têm um serviço de psiquiatra que funcione em casa.

Nos meses do final de 2021 e início de 2022, tentei encontrar uma solução de uma maneira um pouco diferente: no frio em um farmacologista. Mas descobri que o farmacologista que visitei só pôde ajudar parcialmente e, como não é psiquiatra, não tinha capacidade para me ajudar a escolher os medicamentos psiquiátricos que estou tomando.

Além disso: ficou claro para mim isso devido ao pequeno número de médicos que trabalham na área. Para ilustrar: em toda a metrópole de Jerusalém e seus arredores existem apenas 2 médicos neste campo – o médico em sua clínica que visitei em medicina pública e outro médico que pode ser contatado em particular, quando cada visita em sua clínica custa várias centenas de shekels que eu não tenho condições de pagar, não sei se ela também faz atendimento domiciliar. Por motivos óbvios não estou escrevendo aqui os nomes desses médicos ou os nomes das instituições médicas onde trabalham. Como você sabe, há também um subcampo da farmacologia chamado farmacologia psiquiátrica, e depois de um exame, deixei claro que a situação nesse subcampo é ainda muito pior,

E para resumir: essas circunstâncias levam uma pessoa na minha situação, que precisa dos serviços de um psiquiatra que trabalha em casa a um beco sem saída – e apesar da necessidade urgente de monitorar os medicamentos que estou tomando, atualmente não me oferecem nenhum solução razoável.

Gostaria de salientar que há de fato uma psiquiatra no cenário terapêutico para doentes mentais na comunidade onde estou – porém, os funcionários e a direção deste estabelecimento se recusam teimosamente a permitir que ela fique em casa comigo – algo que poderia ter resolvido o problema pelo menos temporariamente. Essa recusa foi dada assim mesmo e sem motivo – e numa demonstração de total indiferença à minha condição e ao fato de que a falta de acompanhamento da medicação pode até colocar em risco minha vida.

De qualquer forma ainda estou procurando uma solução. Também neste caso, não sei se receber um subsídio por serviços especiais do Instituto Nacional de Seguros poderia ajudar, e se existe ou não uma ligação entre as duas coisas.

6) O médico de família com quem estou em acompanhamento:

Dr. Brandon Stewart,

“Clalit Health Services” – a clínica “TAYELET”,

Rua Daniel Yanovsky 6,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9338601.

O número de telefone nos escritórios da clínica: 972-2-5098282.

Número de fax nos escritórios da clínica: 972-2-6738551.

 

C. Abaixo está a carta que enviei à professora Manuela Consoni da Universidade Hebraica de Jerusalém:

Minhas cartas à professora Manuela Consoni.

manuela.consonni@mail.huji.ac.il

Quarta-feira, 28 de setembro às 15h08

Olá para a Professora Manuela Consoni:

Assunto: publicação em italiano.

Querida Madame.

Nos últimos anos, tenho participado da luta dos deficientes no Estado de Israel – uma luta que, como você sabe, é amplamente divulgada na mídia em Israel – e também na mídia internacional. No entanto, além disso, também são conhecidas a procrastinação, o arrastar de pés, o descaso e a evasão que o Estado de Israel utiliza para a crise das pessoas com deficiência.

Por muitos anos a procrastinação vem acontecendo – e todas as autoridades a quem recorro me respondem como “Não tem nada a ver conosco” ou sua irmã gêmea: “Nós não somos o endereço”. É claro que há muitos casos em que nenhuma resposta é dada ou, alternativamente, muitos casos em que pessoas com deficiência recebem respostas muito agressivas ou ameaçadoras – sem motivo algum – e eu pessoalmente tive que sofrer isso inúmeras vezes.

E resumindo: hoje a questão não tem nada a ver com ninguém, ninguém se importa e as pessoas com deficiência que continuam morrendo na rua não mais ocupam ou incomodam o Estado de Israel.

E percebendo essa triste realidade, recorro a muitos fatores fora do Estado de Israel – a várias organizações internacionais e também a particulares, alguns dos quais chego até aleatoriamente. Esses apelos têm dois propósitos: convidar a pressão externa sobre os tomadores de decisão do Estado de Israel para que comecem a tratar a crise dos deficientes com um pouco mais de seriedade – bem como uma tentativa de testar o potencial que poderia haver para um forma ou outra cooperação entre organizações de deficientes no Estado de Israel e organizações de deficientes em outros países do mundo para melhorar a vida das populações de pessoas com deficiência no mundo.

Como parte desses esforços, eu estava pensando, entre outras coisas, em procurar uma empresa de publicidade, cujo principal ramo de negócios é a publicidade em língua italiana – da qual seria possível receber um serviço de tradução dos conteúdos da luta em italiano (não posso desistir desta etapa, pois não sei italiano nem no nível mais básico – e em particular Por uma ou duas palavras não tenho conhecimento dessa língua) e sua distribuição nas várias redes sociais e fóruns da Internet na Itália, e de falantes de italiano em todo o mundo.

Minha pergunta para você é: você conhece ou conhece empresas de publicidade das quais você pode obter esse serviço?

Devo salientar que não há nenhum conhecimento pessoal entre nós – eu ouvi sobre você pela mídia.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9662592.

meus números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040. Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il ou: asb783a@gmail.com ou: assaf197254@yahoo.co.il ou: ass.benyamnini@yandex.com

ou: assafff@protonmail.com ou: assaf002@mail2world.com

3) O cenário terapêutico em que estou:

Associação “Reut”-Hostel “Avivit”,

Ha Avivit St. 6,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9650816.

Os números de telefone nos escritórios do albergue:

972-2-6432551. Ou: 972-2-6428351.

O endereço de e-mail do albergue: avivit6@barak.net.il

4) O médico de família com quem estou em acompanhamento:

Dr. Brandon Stewart,

“Clalit Health Services” – a clínica do passeio,

Rua Daniel Yanovsky 6,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9338601.

O número de telefone nos escritórios da clínica: 972-2-5098282.

Número de fax nos escritórios da clínica: 972-2-6738551.

5) Dados pessoais adicionais: Idade: 50. Estado civil: Solteiro. Data de nascimento: 11.11.1972.

A quem possa interessar.

O seguinte é uma mensagem em nome da Sra. Tatyana Kadochkin do movimento “Nitgaber”.

O assunto: o movimento “Nitgaber” (pessoas com deficiência “transparentes”)

Há cerca de uma década, eu, o Ham, fundei o movimento “Nitgaber”, para os deficientes “transparentes”. Pessoas com deficiência com altas porcentagens de deficiência e sem capacidade para o trabalho, mas que não têm limitação de movimento.

O meu movimento conta e representa cerca de 1300 pessoas de todo o país de ISRAEL, que têm uma deficiência que varia de 75% a 100%, que não estão aptas para o trabalho e que não têm deficiência de mobilidade ou precisam de um aumento nas suas percentagens de deficiência .

O movimento permite que essas pessoas encontrem todos os seus direitos perante o Estado e algum apoio financeiro também é dado aos mais necessitados.

Nosso movimento luta por moradias populares e condições de vida adequadas para o referido grupo populacional.

Muitas pessoas com deficiência que não são capazes de trabalhar e que têm 75% a 100% de deficiência, mas não são limitadas em movimento, vivem em condições deploráveis.

Não recebem os mesmos benefícios que os pensionistas que também recebem complementação de renda.

Ou seja, não têm descontos na compra de medicamentos, descontos na conta de luz e IPTU, descontos nas deslocações no Transporte Público e auxílios de aluguer semelhantes aos pensionistas, não têm direito a subsídios de “aquecimento/refrigeração” e muito mais.

Em outras palavras, eles não têm direito a quase nenhum benefício, apesar de sua situação terrível.

Além disso, eles também não têm direito à habitação pública, apesar das difíceis condições em que vivem todos os dias.

 

Existe uma diferença fundamental entre as diferentes deficiências, e acreditamos que não deveria ser assim!

Uma pessoa com deficiência com incapacidade de locomoção, com direito a habitação pública e a receber uma ajuda de renda que varia de 3.000 a 3.900 NIS por mês.

Além disso, as pessoas com deficiência com deficiência de mobilidade recebem subsídios maiores do que as pessoas com deficiência representadas pelo movimento, graças a acréscimos ao subsídio básico, que inclui, entre outras coisas, serviços especiais, subsídio de mobilidade e acompanhante e muito mais.

em tal situação, o tamanho desses subsídios chega a NIS 15.000-17.000 por mês.

Mas, em contraste, os deficientes representados pelo movimento, que não têm deficiência de mobilidade, têm uma deficiência de 75% a 100% e não estão aptos para o trabalho, recebem apenas NIS 3211 por mês, apenas líquido!

Disso resulta que este grupo é a população mais pobre e vulnerável do Estado de Israel!!!

Durante meus anos de atividade, encontrei-me com muitos funcionários de diferentes partidos no Knesset e nos vários ministérios do governo.

Mas, infelizmente, há uma década, o movimento não conseguiu promover a proposta que permitiria que pessoas com deficiência sem limitação de movimento, com deficiência de 75 a 100% e incapazes de trabalhar, recebessem moradias públicas ou pelo menos aumentar a ajuda que recebem para alugar um apartamento e melhorar pelo menos um pouco suas condições de vida.

Diante do exposto, eu, Tatyana Kaduchkin, presidente do movimento “Natagver” (pessoas com deficiência transparentes), gostaria de me encontrar com você, para divulgar este projeto e ajudar essas pessoas a viver uma vida mais digna e adequada.

Com bênçãos e grande esperança, Tatyana Kaduchkin, presidente do movimento “Nitgaber” (transparente deficiente).

Telefone 1: 972-52-370-8001

Telefone 2: 972-3-534-6644

Abaixo está a mensagem que deixei para o membro do Knesset Mossi Raz-Asher para uma reunião com ele no Knesset. Cheguei na terça-feira, 20 de abril de 2021 às 13h30.

 

20.4.2021

Saudações ao membro do Knesset (Parlamento ISRAELITA) Mossi Raz

O tema: o problema da habitação para deficientes.

Caro senhor.

Abaixo estão alguns tópicos relacionados à população com deficiência e deficiência mental (uma população na qual também estou incluído) que gostaria de levantar antes de você.

Eu estaria interessado em saber até que ponto você é capaz de promover essas questões e/ou fazer alterações legislativas urgentes para melhorar nossa situação, as condições de nosso tratamento e nossas chances de sobrevivência e integração na sociedade.

Devo salientar que, por experiência anterior, aprendi que em reuniões deste tipo me será dito antes de chegar que me será dada permissão para falar a fim de levantar as questões sobre as quais desejo falar – no entanto, na própria reunião eu não terá permissão para falar nem por um segundo – e se eu tentar falar, Deus me livre, isso será considerado automaticamente como um “perturbação” muito grave e, portanto, os seguranças vão me atacar e me expulsar de forma muito agressiva – e isso mesmo quando não há necessidade e quando é completamente desnecessário, e também quando é absolutamente claro que não represento nenhum “perigo” para ninguém.

E conhecendo esta realidade, estou entregando a você esta carta – apenas no caso desta vez, este será o comportamento em relação a mim. Aparentemente, o próprio fato de eu me atrever a trazer à tona a situação do público deficiente é interpretado como uma ameaça muito séria – embora não esteja claro para mim quem ou o que exatamente ameaça. Deixo você e os funcionários de seu escritório com esta carta – não a levarei de volta para minha casa.

E agora para os detalhes dos tópicos em si:

1) O problema do financiamento/pagamento de aluguel – há muitos anos foi determinado (e não está claro por quem – mas provavelmente é um funcionário do governo ou outro) que as pessoas com deficiência que vivem na comunidade têm direito a assistência no valor de 770 shekels por mês para fins de pagamento de aluguel. Como sabemos, nos últimos anos houve um aumento muito significativo nos preços dos apartamentos no Estado de Israel – e como resultado, é claro, também houve um aumento significativo no aluguel. No entanto, o montante do auxílio de NIS 770, que foi determinado há muitos anos de forma completamente arbitrária e sem qualquer explicação ou lógica, não está a ser atualizado. Infelizmente, mesmo depois de muita correspondência (e estamos falando de pelo menos alguns milhares ou mesmo dezenas de milhares de cartas, e infelizmente para o escritor dessas palavras, estes números não são nada exagerados), que foram enviados a todos os partidos possíveis: o Ministério da Construção e Habitação e seus vários ramos, outros ministérios do governo, como o Ministério das Finanças e o Gabinete do Primeiro-Ministro, muitos jornalistas com quem o escritor do este documento falou pessoalmente, Muitos advogados e até os gabinetes de investigação e embaixadas de países estrangeiros – nada ajuda – e como resultado, o valor da ajuda não é atualizado, muitas pessoas com deficiência são jogadas na rua e encontram a morte lá de fome, sede ou frio no inverno e, alternativamente, de insolação ou desidratação no verão. Note-se que organizações de exploração de direitos como a associação “Yadid” (que, como sabemos, foi fechado há alguns meses) ou clínicas de assistência jurídica em universidades e faculdades com as quais o redator deste artigo também está em contato nunca pode ajudar, e a razão para isso é simples: o valor do auxílio de NIS 770 é dado de acordo com a lei , e as organizações de exploração de direitos só podem ajudar de acordo com a lei existente, e o único endereço nos casos em que são necessárias alterações legislativas é, como sabem, o Knesset. Mas aqui a situação só continua a se complicar: como sabemos, por um período muito longo de mais de dois anos não há governo em funcionamento e o Knesset e o Estado de Israel estão em um estado de, de fato, um governo de transição contínuo. O resultado direto e devastador dessa situação é a falta de possibilidade de fazer alterações essenciais à lei que são urgentemente necessárias – algumas das quais detalho aqui. Deve-se notar que, mesmo quando o Knesset e o governo atenderam aos pedidos do redator destas linhas, bem como aos pedidos das organizações de deficientes e muitas outras partes sobre o valor da assistência aos membros do Knesset, eles foram automaticamente direcionados para as organizações de exploração de direitos – e isso ainda que os próprios membros do Knesset saibam muito bem que neste caso as organizações de exploração de direitos não podem ser o endereço, mas apenas eles mesmos.

2) Comunicação com os senhorios – são muitos os casos em que as pessoas com deficiência têm dificuldade em negociar com o senhorio por motivos relacionados com a sua doença ou deficiência. Nessas situações, os assistentes sociais são obrigados a atuar como mediadores – e uma parte muito grande dos assistentes sociais não pode realmente assumir esse papel em todos os casos. E mais: os grandes cortes nos últimos anos nas normas de trabalho dos assistentes sociais, combinados com as difíceis condições de trabalho, os baixos salários, o tratamento inadequado por parte das famílias dos pacientes que, em muitos casos, os vêem como, e injustamente,

3) Meios de pagamento dos pacientes – há situações em que uma pessoa se muda para morar na comunidade após um longo período de internação em hospitais, e sem hábitos de vida considerados normativos, como ir trabalhar, assumir a responsabilidade pela gestão de sua vida , etc. Muitas vezes, os requisitos que são colocados como condição para a assinatura de um contrato de arrendamento, como Assinar um cheque de garantia, são inatingíveis para as pessoas nesta fase de suas vidas.Muitos quadros de tratamento e reabilitação que existiam no passado (em um dos quais o redator deste documento foi ajudado há cerca de 26 anos ao sair de um hospital para vida assistida) fecharam ou reduziram significativamente o escopo de sua atividade nos últimos anos – algo que pode prevenir a reabilitação de pessoas que nesta fase das suas vidas não poderão avançar sem estes envelopes terapêuticos e de reabilitação essenciais.

4) O problema da regulação – hoje existe um completo desequilíbrio quando se trata das obrigações e direitos dos condôminos de um lado e dos inquilinos do outro. Existem muitas leis que protegem os senhorios de um ou outro abuso dos períodos de aluguer que podem estar por parte dos inquilinos. Por outro lado, não há leis destinadas a proteger as pessoas que moram em apartamentos da exploração dos proprietários – e, por isso, cláusulas escandalosas, draconianas e às vezes até ilegais podem ser encontradas em muitos contratos de aluguel – e não há leis destinadas a proteger os inquilinos destes apartamentos que são obrigados a assinar estes contratos. Em muitos casos,

Claro que este problema é para toda a população – no entanto, deve-se ter em conta que lidar com os senhorios nestas situações é naturalmente mais difícil para as populações desfavorecidas, como os deficientes ou os doentes.

5) Dificuldade na advocacia – há dificuldades consideráveis ​​para levantar as dificuldades mencionadas e expô-las na arena pública com a finalidade de fazer as devidas correções necessárias. As atuais prioridades dos diversos meios de comunicação pouco interessados ​​no tema, a fragmentação entre as organizações de deficientes, a relutância de muitos elementos da sociedade em que vivemos em participar ativamente das tentativas de corrigir e melhorar a situação – tudo isso sobrecarregar e tornar muito difícil os esforços para sensibilizar o público para estes problemas de uma forma que obrigue os membros do Knesset a fazer as alterações necessárias à legislação em vez de continuar a ignorar e não fazer nada. Outra dificuldade existe na hora de levantar uma campanha publicitária:

6) Tempo de espera para tratamento – são muitos os casos em que pessoas que até certa fase de suas vidas não precisaram de nenhum auxílio de serviços de saúde mental – mas em decorrência de circunstâncias difíceis da vida ou de um evento traumático ou difícil de um tipo ou outro precisa da ajuda de um profissional da área de saúde mental – e claro que em muitos casos trata-se de uma assistência temporária ou pontual e não crônica. Hoje, os períodos de espera para tratamento ou assistência psicológica são muito longos – e como resultado da falta de ajuda oportuna, as condições das pessoas podem se deteriorar desnecessariamente. Investir recursos adicionais no sistema público de saúde mental certamente pode mudar a situação. Deve ser lembrado que mesmo do ponto de vista econômico e orçamentário não há lógica em tal comportamento: quando as pessoas

7) Tratamentos odontológicos – Como você sabe, no Estado de Israel uma pessoa que precisa de tratamentos odontológicos quase sempre vai a médicos particulares – e isso porque o sistema público de saúde não oferece atualmente uma resposta nessa área. Note-se que os deficientes mentais, e também os deficientes em geral, cujas dificuldades económicas são muito difíceis no dia-a-dia, mesmo sem ligação a tratamentos dentários, têm ainda mais dificuldade em receber estes tratamentos, se e quando for necessário. A combinação de sérios problemas mentais e graves problemas econômicos faz com que essas pessoas enfrentem uma calha quebrada e um beco sem saída completo quando necessário e, às vezes, atendimento odontológico urgente. Deve-se levar em conta que hoje não há, de fato,

8) Áreas de internação – uma pessoa que atualmente precisa de tratamento psiquiátrico massivo em um hospital ou clínica pública pode recebê-lo apenas em uma clínica ou hospital próximo à sua área de residência. Há casos em que os pacientes preferem, por um motivo ou outro, ser atendidos em outra clínica – não necessariamente aquela muito próxima de sua área de residência. Os pacientes devem ter liberdade de escolha – e um paciente que não está satisfeito com o tratamento em uma determinada clínica ou hospital deve ter a oportunidade de se mudar para uma clínica ou hospital em outro lugar. Esta opção é atualmente dada em todos os outros campos da medicina – e não há razão para negar a liberdade de escolha quanto ao lugar do tratamento apenas no campo do tratamento mental. E mais: essa liberdade de escolha, se for dada,

9) Conscientização da população – a população em geral, por vezes, mostra uma oposição muito significativa quando se trata de tratamentos de saúde mental que são prestados na área onde as pessoas vivem – algo que decorre da falta de conscientização e falta de reconhecimento do campo – e sem qualquer ou justificação lógica. Reduzir a resistência e relutância da população por meio de um sistema de informação sistêmico adequado pode certamente facilitar a vida de pacientes e pacientes cuja vida é muito difícil em qualquer caso devido à própria doença e incapacidade. A falta de conscientização da sociedade em que vivemos provoca casos de objeções dos moradores à abertura de albergues ou casas de repouso próximas de suas residências – o que leva a atrasos consideráveis ​​na abertura dessas instalações, e, às vezes, até a impedimento de sua abertura na sequência de ações movidas por moradores. E mais: são muitos os casos em que há assédio intencional da população a estes estabelecimentos de saúde quando se encontram na sua área de residência – e é muito possível que a sensibilização do público possa levar a uma redução significativa o número desses casos.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9662592.

Números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040.

Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.ilor : asb783a@gmail.com

ou: assaf197254@yahoo.co.il ou: ass.benyamini@yandex.com ou: a32assaf@outlook.com ou: assaf002@mail2world.com ou: assaffff@protonmail.com

3) O quadro de tratamento em que eu estava até 16 de março de 2021 (devido aos contínuos cortes e reduções nos orçamentos de saúde e bem-estar e a falta de tratamento dessas questões na ausência de um governo ou Knesset em funcionamento) fico, cronicamente doente com doenças e problemas gravíssimos sem nenhum quadro de tratamento adequado. Todas as minhas tentativas de encontrar uma estrutura de tratamento relevante para ela posso confiar em potes de barro – e não há como dizer quanto tempo essa situação catastrófica vai durar):

Associação “Reut”-Hostel “Avivit”,

Ha Avivit St. 6,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

Israel, CEP: 9650816.

Os números de telefone nos escritórios do albergue:

972-2-6432551. Ou: 972-2-6428351.

O endereço de e-mail do albergue: avivit6@barak.net.il

A assistente social da equipe do albergue, com quem estive em contato:

Oshrat-972-50-5857185.

4) O médico de família com quem estou em acompanhamento:

Dr. Brandon Stewart,

“Clalit Health Services” – a clínica “TAYELET”,

Rua Daniel Yanovsky 6,

Jerusalém,

Israel, CEP: 9338601.

Telefone dos escritórios da clínica:

972-2-6738558. Número de fax nos escritórios da clínica: 972-2-6738551.

5) Detalhes dos medicamentos regulares que tomo:

  1. Drogas psiquiátricas:

I. Seroquel-

2 comprimidos de 300 mg cada todas as noites.

II. Tegretol CR-

400 mg-todas as manhãs. 400 mg-todas as noites

III. Effexor-

150 mg-todas as manhãs. 150 mg-todas as noites.

2. Symvastatine-

10 mg todos os dias à noite.

 

6) Abaixo está a lista de problemas médicos que sofro:

I. Síndrome da doença mental compulsiva TOC, bem como uma doença definida como transtorno esquizoafetivo

II. Artrite psoriática.

III. Um problema neurológico cuja definição não é clara. Seus principais sintomas: objetos caindo das minhas mãos sem que eu percebesse, tontura, perda de sensibilidade em algumas áreas das palmas e um certo problema de equilíbrio e postura.

IV. Hérnia de disco crônica nas costas nas vértebras 4-5 – que também irradia para as pernas e dificulta a caminhada.

V. Síndrome do intestino irritável.

VI. Início de sinais de um problema cardiológico do último mês (estou escrevendo estas palavras na quinta-feira, 22 de março de 2018). No momento em que escrevo estas linhas, a essência do problema ainda não está clara, que se manifesta em dores no peito durante a maior parte do dia, dificuldades na respiração e também na fala.

VII. Um enfraquecimento significativo da visão, que começou há aproximadamente seis meses (estou escrevendo estas palavras na segunda-feira, 19 de abril de 2021).

7) Dados pessoais adicionais: Idade: 48. Estado civil: Solteiro. Data de nascimento: 11.11.1972.

D. Abaixo está minha correspondência com a rede “Super Pharm”:

2.10.2022

Saudações à cadeia “Super Pharm”:

Em questão: um pedido do site.

Prezadas Senhoras/Senhores.

Algumas horas atrás (estou escrevendo isso no domingo, 2 de outubro de 2022 às 12h30), fiz um pedido de medicação em seu site.

Mas, por razões desconhecidas, descobri para minha surpresa que o pedido estava listado como cancelado – mesmo que eu não tenha pedido para cancelá-lo.

Então, quem cancelou unilateralmente o pedido sem me perguntar?

E em conclusão: solicito que o tratamento do meu pedido – para os medicamentos regulares que tomo como doença crônica – continue – como mencionado, não pedi para cancelar.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém, CEP: 9662592.

Meus números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040.

Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il e: asb783a@gmail.com e: assaf197254@yahoo.co.il e: ass.benyamini@yandex.com e: assafbenyami@hotmail.com e: assaffff @protonmail.com e: benyamini@vk.com e: assafbenyamini@163.om

3) Este é o número do pedido:

0091796677

4) Há muito tempo venho tentando entrar em contato com você por telefone nos números: 972-77-8885151. e: 972-9-9725151.

Por que ninguém atende o telefone na sua casa?

Abaixo está o post que escrevi na página do Facebook “Super Pharm”:

Algumas horas atrás, fiz um pedido de sua medicação no site.

De uma forma estranha e incompreensível, você listou o pedido como cancelado – mesmo que eu não o tenha cancelado.

Gostaria de salientar que não estou interessado em cancelar a encomenda, mas sim em continuar a tratá-la, o que poderá possibilitar a entrega dos medicamentos de que necessito.

Além disso: quando ligo para o atendimento ao cliente 972-77-8885151, ninguém atende do outro lado da linha telefônica.

Então, quem cancelou o pedido unilateralmente e sem que eu pedisse?

Assim, vou enfatizar (novamente) que estou interessado em continuar a processar o pedido e não em cancelá-lo.

Vou aguardar respostas sobre este assunto.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini.

Abaixo está outra correspondência minha com um representante da cadeia “Super-Pharm”:

RE: Super Farmácia Online

 

Super Farmácia< super-pharm.online@bumpyardpro.com >

para:

assaf197254@yahoo.co.il

Segunda-feira, 3 de outubro, às 9h15

Não trabalho na agência, sou do atendimento ao cliente.

Respondi exatamente sua pergunta, mas vou detalhar um pouco mais.

As encomendas de entrega ao domicílio são enviadas apenas a partir do armazém principal, pelo que se não houver stock, a encomenda é cancelada.

Não é possível enviar medicamentos de filiais, então a única forma de comprar de outro estoque (nas filiais) é abordá-los diretamente.

Cumprimentos,

Lipaz.

Atendimento ao cliente Super Farmácia

Quer desfrutar de ofertas especiais, atualizações e cupons pessoais? Clique para se registrarAqui>>

 

Por:[ assaf197254@yahoo.co.il ]

Enviado:02/10/2022, 18:41:43

para:Super Pharm[ super-pharm.online@bumpyardpro.com ]

Tema:Re: Super Farmácia Online

Você não respondeu minha pergunta, então vou tentar novamente: os medicamentos que encomendei estão faltando apenas no depósito da filial onde você trabalha, ou estão faltando em toda a rede?

Se os medicamentos estiverem faltando apenas no seu depósito, isso não justifica o cancelamento do pedido por você unilateralmente – nesse caso, espero definitivamente que você traga os medicamentos de outro local ou de outra loja da rede.

Então aguardo resposta!!

Assaf Benyamini.

 

Em domingo, 2 de outubro de 2022 às 14:53:03 GMT+3, Super Pharm escreveu:

 

O estoque está faltando no armazém de onde partem as remessas.

Se você deseja comprar diretamente de uma agência, recomendo que entre em contato diretamente com a agência ou entre em um chat com um farmacêutico no link a seguir:

https://bit.ly/3eXroik

 

Tenha um bom dia🌻

Cumprimentos,

Lipaz.

Atendimento ao cliente Super Farmácia

Quer desfrutar de ofertas especiais, atualizações e cupons pessoais? Clique para se registrarAqui>>

 

Por:[ assaf197254@yahoo.co.il ]

Enviado:02/10/2022, 14:02:08

para:Super Pharm[ super-pharm.online@bumpyardpro.com ]

Tema:Re: Super Farmácia Online

Então ainda não entendi: falta estoque de medicamentos apenas na filial onde você trabalha, ou falta estoque atualmente em toda a rede?

Em domingo, 2 de outubro de 2022 às 13:41:54 GMT+3, Super Pharm escreveu:

Olá Assaf

Meu nome é Lipaz da Super-Pharm

Peço desculpas pelo inconveniente, mas como o medicamento que você pediu estava esgotado, tivemos que cancelar o pedido.

Além disso, é importante para mim que você saiba que não há previsão de retorno dos medicamentos, portanto, se eles forem urgentes para você, recomendo que tente comprá-los através do seu seguro de saúde.

Posso ajudar em mais alguma coisa?

Cumprimentos,

Lipaz.

Atendimento ao cliente Super Farmácia

Quer desfrutar de ofertas especiais, atualizações e cupons pessoais? Clique para se registrarAqui>>

 

Por:[ assaf197254@yahoo.co.il ]

Enviado:02/10/2022, 12:50:47

para:Fale Conosco[ contactus-prod@super-pharm.co.il ]

Tema:Super Farmácia Online

 

DO EMAIL:assaf197254@yahoo.co.il
DE NOME:assaf benyamini
Número de contato:+972-58 6784040
MENSAGEM: 
 Por que meu pedido foi cancelado? Não pedi para cancelar!!!

E por que você não atende o telefone?

Cumprimentos,

assaf Benjamin.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E. Abaixo está uma carta que enviei para vários lugares:

Para:

Sujeito: Inspeção de site.

Prezadas Senhoras/Senhores.

eu possuo o site https://disability5.com construído em um sistema de wordpress.org, e armazenado nos servidores de servers24.co.il

Depois de executar um teste do site no systemsitechecker.pro obtive os resultados que você pode ver clicando no link a seguir: https://sitechecker.pro/app/main/project/3242740/audit/summary

Ressalto que, como não sou um computador ou programador, não entendo os significados do que está escrito nos resultados desta varredura.

Por isso, procuro uma empresa que esteja engajada na divulgação desses conteúdos digitais também para pessoas com desafios tecnológicos como eu.

Você conhece essas empresas?

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9662592.

meus números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040.

Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il e: asb783a@gmail.com e: assaf197254@yahoo.co.il e: assafbenyamini@hotmail.com e: ass.benyamini@yandex.com e: assaf002 @mail2world.com e -: assaffff@protonmail.com e: benyamini@vk.com e: assafbenyamini@163.com

3) Declaro que sou uma pessoa que vive com uma renda muito baixa – um subsídio de invalidez do Instituto Nacional de Seguros. Portanto, um alto pagamento a empresas privadas para examinar a questão não é possível para mim.

F. Abaixo está uma carta que enviei para várias empresas de hospedagem na web:

Para:

Sujeito: serviços de armazenamento.

Prezadas Senhoras/Senhores.

eu possuo o site https://disability5.com construído em um sistema de wordpress.org, e armazenado nos servidores de servers24.co.il

Meu site foi bloqueado muitas vezes – assim e sem motivo. Toda vez que o site é bloqueado, entro em contato com a empresa de armazenamento que trata do problema e também o resolve – porém o problema sempre se repete várias vezes. Quase sempre a falha é causada pelo DNS dos meus servidores que de repente não funcionam corretamente.

Portanto, gostaria de ver os detalhes do plano de armazenamento que tenho atualmente (não sei como posso fazer isso) – e descobrir se você pode me oferecer um serviço melhor.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAELl, CEP: 9662592.

Números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040.

Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Vou mencionar aqui uma série de coisas que são importantes para mim pessoalmente quando se trata do serviço de hospedagem de sites (e isso é uma exceção, claro, em relação ao espaço de armazenamento que estará disponível para mim e o custo financeiro – esses são coisas particularmente críticas em qualquer hospedagem de site – e também são para mim):

I. Ausência de interferência no conteúdo – no meu site ocasionalmente faço upload de material (na forma de texto, imagens, arquivos de vários tipos, etc.) e é muito importante para mim que a empresa de hospedagem não faça nenhuma alteração no o conteúdo do site sem minha permissão expressa e inequívoca – e isso também apenas em casos muito excepcionais.

II. Serviço CDN – em todos os serviços de armazenamento que subscrevo desde sempre, sempre utilizei o serviço de

CDN – Rede de Entrega de Conteúdo

É muito importante para mim porque o pacote de armazenamento me permitirá continuar usando este serviço.

III. Velocidade de carregamento – É importante para mim que a velocidade de carregamento do site seja a melhor possível. Neste campo tem havido muitos problemas recentemente (estou escrevendo estas palavras em 3 de outubro de 2022).

IV. Certificado SSL – meu site atualmente possui esse certificado e é muito importante para mim que continue assim.

V. Suporte técnico – muito importante para mim é o suporte técnico em uma frequência e nível razoáveis ​​- de preferência em hebraico (minha língua materna).

VI. Backup de conteúdo – muito importante para mim porque haverá um backup automático do site com a maior frequência possível.

 

3) Há também várias coisas que são completamente sem importância para mim:

I. Mensagens de spam – talvez ao contrário de muitos outros usuários, eu não uso nenhum software ou plugins do WordPress para evitar spam. Portanto, não há necessidade de investir esforços desnecessários nesta área – e não tenho problema porque os usuários (e mesmo aqueles que não conheço) vão me enviar mensagens quantas vezes quiserem (demora alguns segundos no máximo para excluí-la …).

II. Domínio grátis – hoje já tenho um domínio para o site. Como você sabe, as empresas de hospedagem que oferecem um domínio gratuito supostamente oferecem um serviço a um preço mais alto – e, portanto, o suposto “desconto” na verdade não é esse. Por essas razões, não preciso de um serviço de domínio gratuito.

4) Meu provedor de internet: Bezeq.

5) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il e: asb783a@gmail.com e: assaf197254@yahoo.co.il e: ass.benyamini@yandex.com e: assafbenyamini@yandex.com

e-: assaf002@mail2world.com e: assaffff@protonmail.com e: benyamini@vk.com ou: assafbenyamini@163.com

 

G. Abaixo está um post que escrevi na rede social “Facebook” em 1º de abril de 2022 às 22h06:

Na construção das instalações que deveriam ser usadas pelas equipes, o público e as equipes de mídia da próxima Copa do Mundo no Principado do Catar, houve violações muito flagrantes dos direitos humanos – incluindo um número muito grande de trabalhadores que literalmente os trabalhou até a morte.

O mundo realmente deveria continuar a ignorar isso e ainda manter os jogos “porque o show deve continuar”? Ou o valor da vida humana vem antes disso?

Aqueles que querem me atacar por apenas levantar a questão e escrevê-la aqui no Facebook podem fazê-lo – eu realmente não me importo.

H. Abaixo segue o e-mail que enviei para a empresa “Recurso de Palestrantes, Facilitadores de Workshops e Consultores”:

Minhas cartas ao “Repositório de conferencistas, líderes de oficinas e consultores”.

Yahoo/enviado

 

Asaf Benjamin< assaf197254@yahoo.co.il >

para:

contact@profilu.co.il

Quinta-feira, 6 de outubro, às 10h58

Para: “Repositório de palestrantes, líderes de oficinas e consultores”.

Assunto: aulas gravadas.

Prezadas Senhoras/Senhores.

Eu possuo o blog multilíngue https://disability5.com que trata das questões da doença e da deficiência.

O blog foi construído em um sistema de wordpress.org – e armazenado nos servidores de servers24.co.il

Estou procurando um site onde você possa encontrar gravações de palestras que possam ser usadas sem problema de direitos autorais (semelhante, por exemplo, ao site do Google Acadêmico na área de artigos).

Você conhece tal serviço?

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém,

ISRAEL, CEP: 9662592.

meus números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040.

Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il e: asb783a@gmail.com e: assaf197254@yahoo.co.il e: ass.benyamini@yandex.com e: assaffff@protonmail.com e: benyamini @vk.com e: assafbenyamini@163.com

Aqui estão algumas ideias de produtos que pensei:

1) Como você sabe, em muitos sites onde os usuários se cadastram, existe um plano “regular” onde você pode usar o sistema gratuito – e ao mesmo tempo planos pagos que possuem uma variedade maior de opções.

A idéia que eu estava pensando: desenvolver um site ou sistema na Internet, que ofereça um serviço de junção dos programas pagos de vários sites simultaneamente e de forma centralizada (ou como são chamados: programas “premium”) – e no meu opinião a operação de tal modelo pode ter várias consequências:

I. Um maior número de surfistas (incluindo aqueles que estão em dificuldades financeiras) que poderão usufruir de melhores serviços – e uma maior variedade de opções online.

II. Desta forma, fazer uma espécie de “justiça digital” – dando muitas opções para populações carentes na rede, cujo uso de muitos sites e serviços hoje está bloqueado devido a um custo financeiro muito alto.

III. Os próprios proprietários de sites poderão se beneficiar de um número maior de assinantes dos planos premium (e, consequentemente, também de um aumento na receita – pela simples razão de que nenhum proprietário ou sistema de site aderirá a tal acordo sem viabilidade econômica comprovada) – e no quadro de tal modelo económico, a empresa ou site que opera o programa “centralizado” “Os pagamentos serão transferidos para os próprios proprietários do site, que se tornarão essencialmente uma espécie de subcontratantes.

IV. É claro que tal modelo também tem desvantagens: a comunicação do usuário final com o sistema do site que pode ser complicada e mais difícil, uma desculpa que será dada aos próprios proprietários do site para fornecer um serviço menos bom sabendo que nesta situação eles poder retirar a responsabilidade de si e encaminhar o usuário final para a empresa que opera todos os programas de forma centralizada. Nesta situação, a empresa responsável pela operação centralizada de todos os programas premium pode encaminhar o usuário final de volta para a empresa que deve fornecer o serviço diretamente – que por sua vez encaminhará os usuários novamente para a empresa responsável pela operação centralizada os programas premium – e Deus me livre.

Gostaria de saber se existe atualmente um site ou software na Internet que ofereça tal serviço – e se de fato vale a pena ou é lucrativo para as três partes envolvidas na transação: as empresas que operam os mesmos planos premium de diferentes sites de forma centralizada maneira, as próprias empresas que fornecem ou oferecem os serviços e, claro, também os usuários finais que consomem o serviço.

Coloca-se também a questão de saber se a implementação de tal modelo pode ter um efeito positivo ou negativo no campo da segurança de rede – ou se os efeitos podem ser diferentes em qualquer campo de atividade (escrita de código, sistemas para construção de sites, gravação de vídeos , navegadores, processadores de texto, etc.). E, claro, surge a questão de saber se foram ou não realizados estudos sobre isso (e peço desculpas antecipadamente pela minha ignorância – Asaf Binyamini, o redator de perguntas. O escritor dessas perguntas não é economista ou programador e eles podem se tornar ser ridículo ou estúpido).

 

2) Em várias áreas onde as pessoas vivem há um incômodo de vários tipos de insetos que perturbam o estilo de vida, como enxames de gafanhotos que danificam as plantações agrícolas, áreas onde há muitas casas de madeira que são danificadas por enxames de cupins, etc.

Surge a questão de saber se a tecnologia militar que existe hoje permite a produção de armas na forma de minúsculos insetos artificiais que operam sob controle remoto (no mesmo princípio que os drones operam) que podem transportar explosivos e operar em áreas onde os insetos reais são encontrados que a área sofre regularmente. Por exemplo: em áreas que sofrem Em tempos rotineiros, as invasões de cupins produzem suas contrapartes eletrônicas de uma forma externamente semelhante às suas contrapartes reais, dificultando assim a identificação do inimigo – porque, claro, tanto quanto essa pequena arma é semelhante ao inseto real, não levantará suspeitas e surpreenderá o inimigo de uma direção inesperada.

Outro uso de tal meio pode, claro, ser também no campo da inteligência: em vez de enviar espiões de carne e osso e arriscar suas vidas, opte por enviar esses insetos com minúsculos transmissores ou câmeras que trarão informações sobre o que está acontecendo com o inimigo – e é claro que devem incluir um mecanismo de autodestruição caso sejam pegos ou descobertos.

A questão que surge aqui é se tais sistemas de armas realmente existem em diferentes exércitos do mundo, e se a tecnologia que existe hoje de fato torna possível produzir tais armas ou inteligência. Ou que a produção de tal arma, mesmo que tecnologicamente possível, não seja realizada na prática por várias outras razões: o custo econômico é muito alto, razões geopolíticas de um tipo ou outro e/ou tratados internacionais de um espécie ou outra que impeça o lançamento de tal produto.

É claro que sempre há o medo de que, se e quando tal medida for desenvolvida, ou já for desenvolvida hoje, ela se espalhará de uma forma ou de outra para regimes problemáticos, organizações criminosas ou organizações terroristas.

E um esclarecimento final: Assaf Binyamini, o redator deste documento não é um especialista em tecnologia militar ou tecnologia em geral – e neste documento estou compartilhando apenas meus pensamentos pessoais – e nada além disso.

3) Como sabemos, um fenômeno social ao mesmo tempo desprezível e grave vem aumentando nos últimos anos: a violência que é usada contra várias equipes médicas, nos hospitais e clínicas localizadas na comunidade. É possível que a solução para esse difícil fenômeno social venha de uma direção completamente inesperada: a computação vestível.

A intenção é desenvolver uma espécie de braço robótico dobrável que será fornecido aos funcionários das clínicas que o usarão sob a bata do médico ou da enfermeira, e que esses funcionários possam ativá-lo no exato momento em que forem atacados . A ideia é que o mesmo tipo de braço robótico consiga segurar o paciente revoltado e evitar que ele cause danos significativos – até a chegada das forças de segurança ou da polícia. O sistema deve incluir outro mecanismo para afrouxar o controle do paciente revoltado e entregá-lo à polícia. Obviamente, esse produto terá que cumprir algumas condições necessárias:

I. O mecanismo de operação – tanto para a retirada do braço robótico ao lidar com o paciente problemático quanto na fase de liberá-lo após a chegada dos policiais deve ser muito simples de ser acionado pressionando apenas um botão pelo mesmo membro da equipe médica.

II. Durante um ataque, o mecanismo deve operar a uma velocidade muito rápida de apenas uma fração de segundo.

III. Para evitar abusos do sistema, deve ser determinado por lei quem são as partes que podem usá-lo – e somente eles terão acesso a ele do sistema público. Ao mesmo tempo, deve ser proibido comercializá-lo privadamente como mercadorias que passam para o comerciante e penas de prisão pesadas devem ser impostas a quem violar essa proibição.

IV. Este sistema deve ser leve e muito confortável para a equipe médica usar, e também deve ter a capacidade de ser produzido em tamanhos diferentes para que possa ser usado, por exemplo, membros da equipe médica de diferentes alturas ou pesos, mulheres e homens , etc

V. Como sabemos, há casos em que um membro da equipe médica tem que lidar com mais de uma pessoa se revoltando em uma sala de emergência ou em uma clínica ou outro departamento – portanto, qualquer sistema desse tipo também deve ter a capacidade de retirar várias armas em ao mesmo tempo para neutralizar várias pessoas ao mesmo tempo. Claro, aqui também, o mecanismo de operação terá que ser muito simples e também operar a uma velocidade muito rápida de apenas uma fração de segundo.

VI. E outra condição, não menos necessária: estabelecer penalidades, e até mesmo revogar a licença para o exercício da profissão, para os membros do corpo médico que fizerem uso injustificado ou desproporcional desse sistema.

Por exemplo: nos casos em que não há agressão ou perigo para a equipe médica e eles têm que lidar com um paciente que está com raiva, e até levanta a voz e grita – no entanto, ninguém está realmente em risco. Da mesma forma, também quando se trata de um paciente “snoozy” que repete a mesma declaração ou pedido repetidamente, e isso irrita muito alguns membros da equipe – afinal, mesmo nesses casos, um membro da equipe médica que faz uso excessivo ou desproporcional de tal sistema – e haverá aqueles pacientes irritantes ou insolentes, sejam eles quais forem.

É claro que também surge a questão de saber se abrir um produto desse tipo e depois produzi-lo e comercializá-lo em quantidades tão grandes é realmente possível com as tecnologias que existem hoje.

4) Como você sabe, às vezes há empreendedores que surgem com uma ideia para uma start-up, um serviço inovador, etc. pergunta inevitável: é a ideia de que acabei de pensar em algo que outra pessoa já pensou antes .

O desafio é desenvolver um software ou sistema na Internet, no qual o empreendedor possa preencher diversos campos referentes às características da ideia inovadora em termos gerais. Após a digitação, o sistema varre os principais buscadores da internet (Google, Yahoo, Bing, etc.) não.

Deve-se notar que o escritor destas linhas (Assaf Binyamini) não é um programador ou um profissional – portanto, ele não tem informações sobre se tal software ou sistema já existe ou não.

5) Como você sabe, no Estado de Israel ocorrem ocasionalmente grandes eventos que causam grandes danos a um número muito grande de empresários. A referência é, por exemplo, aos eventos de uma campanha militar quando mísseis são disparados contra o território do país e como resultado o negócio é fechado involuntariamente e acumula enormes perdas financeiras, epidemias generalizadas pelas quais o negócio é forçado a reduzir sua atividade por um período prolongado e muito mais.

Quando esses empresários solicitam que o Estado de Israel os compense por todos esses danos, eles são apanhados em um longo e exaustivo processo burocrático durante o qual são solicitados a apresentar muitos documentos e papeladas.

O desafio é o desenvolvimento de um software ou sistema informatizado, no qual esses empresários possam preencher nos locais designados diversos dados sobre a atividade do negócio como: o fluxo de caixa do negócio em dias normais, a extensão dos danos causado, etc

Dessa forma, pode ser possível encurtar e agilizar o processo burocrático.

Obviamente, no desenvolvimento de tal sistema, várias coisas devem ser levadas em consideração:

I. O trabalho não envolverá apenas o desafio tecnológico. Paralelamente, será necessário trabalhar no domínio das relações públicas, do direito e da política para obter uma cooperação em larga escala de entidades como o Ministério das Finanças, a Autoridade Tributária, etc., sem a qual o execução de tal projeto seria impossível.

II. Após a implantação do sistema, será necessário implementá-lo no site do Ministério da Fazenda para aumentar sua eficiência. Seu uso deve ser oferecido de forma livre e gratuita.

III. O sistema também deve incluir um filtro baseado em inteligência artificial com o objetivo de detectar impostores que tentem abusar do mecanismo que contorna a burocracia que ele oferece.

IV. Em todas as fases do trabalho será necessário um contacto contínuo com as autoridades estatais como o Ministério das Finanças e a Autoridade Tributária. Também é muito importante que as organizações patronais participem para que levantem seus comentários e chamem a atenção dos desenvolvedores sobre procedimentos ou procedimentos na área que podem não ter sido devidamente compreendidos pelos desenvolvedores do sistema – ou aqueles que os programadores foram nem sequer sabem de sua existência.

V. O sistema deve incluir um mecanismo que permita a realização de tais ou outras alterações, de tempos em tempos, que possam ser necessárias em vista de uma realidade em mudança. É claro que a capacidade de fazer tais mudanças não pode ser aberta ao público em geral, mas apenas a certos fatores que serão acordados pelas organizações de empregadores na economia, por um lado – e as autoridades estatais, como o Ministério das Finanças e a Autoridade Tributária, por outro.

VI. E outra coisa que deve ser levada em conta: uma certa parte dos empresários, como o público em geral, não tem conhecimento tecnológico suficiente para utilizar tal sistema quando necessário de forma independente. Portanto, a empresa que desenvolver o empreendimento terá a obrigação de recrutar em seu nome os cargos de uma espécie de “corretores tecnológicos” – e isso é para tentar evitar uma situação em que os empresários deste ou daquele não consigam receber a compensação que merecem devido à falta de acesso aos recursos digitais necessários, como computador, telefone celular adequado, etc. “B. As opções para estabelecer contato com esses intermediários tecnológicos devem ser muito flexíveis: contato por telefone, contato em uma rede social,

VII. Após a implantação do sistema no site do Ministério da Fazenda na rede, é necessária a criação de uma central de atendimento aos usuários que encontrarão dificuldades na sua utilização.

VIII. Como, como é sabido, cada desastre ou evento pode ter características únicas que não existem em outros desastres ou eventos, há a necessidade de nomear um fórum do qual sejam membros representantes das autoridades estatais e empregadores da economia, e isso para discutir, quando necessário, mudanças na forma de atuação do atendimento ao cliente de acordo com as características únicas de cada evento e evento e a realidade em mutação.

 

O escritor destas palavras (Assaf Binyamini) não é um profissional, um economista, um programador de computador ou tem qualquer experiência ou conhecimento no mundo dos negócios – e estas palavras são escritas como uma sugestão ou ideias que o escritor destas palavras pensou – e nada além disso.

6) Desafio no campo do design:

Quando ocorre um sistema militar, as populações que não participam da campanha buscam abrigo para proteger suas vidas. No entanto, quando se trata de pessoas com deficiência, a situação é complicada e muito difícil: as pessoas com deficiência que têm dificuldade de locomoção, com ou sem cadeira de rodas, muitas vezes não podem correr até o abrigo ou mesmo andar rápido o suficiente para chegar ao abrigo em tempo para salvar vidas.

A tarefa é desenvolver uma espécie de instalação dentro do apartamento residencial, que seja flexível e muito simples de montar quando necessário – e, por outro lado, forte o suficiente para proteger a vida da pessoa com deficiência de pedras caindo de um telhado desmoronando ou estilhaços de projéteis ou munições de um tipo ou de outro. Este sistema terá de incluir, ao mesmo tempo que a necessária protecção da vida da pessoa com deficiência, também a possibilidade de pedir socorro após o desabamento do edifício – porque se a pessoa com deficiência não estiver ferida e permanecer viva, não ser capaz de sair das ruínas de forma independente – o que uma pessoa com duas pernas saudáveis ​​​​e funcionais certamente pode fazer.

7) Estabelecimento de uma rede social, que será destinada ao upload de cotações de qualquer tipo e sem limitação de toda a rede.

Os usuários dessa rede serão divididos em dois tipos: pessoas que fazem upload das citações e pessoas que comentam sobre elas.

Todos os novos usuários nesta rede terão que definir ao abrir a conta se pretendem fazer upload de cotações – ou se pretendem responder a cotações que outros usuários carregam.

8) Como você sabe, existem muitos concursos e em diferentes lugares para conteúdo de qualidade, bonito e espetacular em diferentes plataformas pela web.

Mas e as competições que vão na direção oposta?

E o significado: o estabelecimento de sites, redes sociais ou qualquer outra plataforma online onde será realizada uma competição entre diferentes usuários para upload de conteúdo, fotos ou videoclipes feios, ruins ou chocantes. Em qualquer concurso, o usuário pode fazer upload de conteúdo que considere chocante, feio ou tão ruim quanto possível – e o usuário que enviar o pior conteúdo será o vencedor.

Obviamente, essa competição pode ser realizada de acordo com muitos modelos: a sabedoria das massas, uma equipe de juízes composta pelos fundadores desses sites etc.

9) No processo de criação de um filme, um roteiro é escrito – e depois são muitas as etapas de localização de atores, produção e tudo o que está envolvido.

Gostaria de saber se é possível com as tecnologias que existem hoje desenvolver um sistema, que vai “saber” com base nos dados iniciais de um roteiro e enredo para desenvolver um filme completamente completo usando inteligência artificial. E refiro-me ao mesmo princípio segundo o qual existem atualmente sistemas como o jasper.ai que “sabem” como escrever artigos de acordo com palavras-chave.

I. Abaixo está um e-mail que envio para vários lugares:

Para:

Sujeito: Distribuição de conteúdo do blog.

Prezadas Senhoras/Senhores.

Eu possuo o blogdisability5.com multilíngue construído na plataforma wordpress.org e armazenado nos servidores de servers24.co.il.

O blog trata da questão das pessoas com deficiência e procuro ferramentas tecnológicas com as quais posso distribuir seu conteúdo na rede o mais amplamente possível.

Gostaria de salientar que vivo com uma renda muito baixa – um subsídio de invalidez do Instituto Nacional de Seguros, portanto, pagar pelos serviços de distribuição não é possível para mim.

Estou interessado em saber que soluções podem ser encontradas neste estado de coisas.

Cumprimentos,

Asaf Binyamin,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém, CEP: 9662592.

Números de telefone: em casa-972-2-6427757. Celular-972-58-6784040.

Fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Link do meu blog: https://disability5.com

3) O blog é um blog multilíngue em 67 idiomas: uzbeque, ucraniano, urdu, azeri, italiano, indonésio, islandês, albanês, amárico, inglês, estoniano, armênio, búlgaro, bósnio, birmanês, bielorrusso, bengali, basco, georgiano, Alemão, dinamarquês, holandês, húngaro, hindi, vietnamita, tadjique, turco, turcomano, telugu, tâmil, grego, iídiche, japonês, letão, lituano, mongol, malaio, maltês, macedônio, norueguês, nepalês, suaíli, cingalês, chinês, Esloveno, eslovaco, espanhol, sérvio, hebraico, árabe, pashto, polonês, português, filipino, finlandês, persa, tcheco, francês, coreano, cazaque, catalão, quirguiz, croata, romeno, russo, sueco e tailandês.

4) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il e: asb783a@gmail.com e: assaf197254@yahoo.co.il e: ass.benyamini@yandex.com e: assaf002@mail2world.com e: assafbenyamini @hotmail.com e: assaffff@protonmail.com e: benyamini@vk.com e: assafbenyamini@163.com

J. Segue abaixo a mensagem, que publiquei na página do Facebook do “Jardim Terapêutico Primavera”:

Asaf Benjamin

8.10.2022

Para: “Jardim terapêutico de primavera”.

Na sexta-feira, 7 de outubro de 2022, ao meio-dia, o guia Verdan esteve no meu apartamento pela manhã – e recebi uma mensagem dele sobre um evento no hostel para o qual sou convidado, e que acontecerá na próxima segunda-feira ao meio-dia – a saber: em Sucot.

No entanto, quando perguntei sobre o tipo de evento, não recebi nenhum tipo de resposta de Morden.

E como, como sabemos, as decisões não podem ser tomadas com base na ausência de informações relevantes, gostaria de perguntar: que tipo de evento é esse? Quem o organiza? Quais são os objetivos deste evento? E por que sou convidado para isso?

Eu apreciaria se você pudesse explicar o que as coisas deveriam significar.

Cumprimentos,

Assaf Binyamini-Dier do alojamento protegido do albergue.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus números de telefone: em casa-972-2-6427757. celular-972-58-6784040.

3) Estou lhe enviando esta mensagem por fax – e isso ocorre porque as mensagens que estou tentando enviar para o endereço de e-mail do albergue avivit6@barak.net.il não são entregues no destino e retornam para mim uma a uma.

4) O endereço de e-mail do hostel foi alterado ou substituído? E se sim, você pode me dar o endereço de e-mail atual e correto do albergue? De qualquer forma, se você não estiver pronto para me fornecer essa informação, eu estaria interessado em saber as razões para isso.

5) Gostaria de enfatizar que esta mensagem não está sendo enviada por engano – e estou enviando após todos os outros meios de comunicação com a equipe do Hostel Avivit não estarem funcionando – e também o fax que enviei a esse respeito para o número 972- 2-6432551 não passa e não foi entregue em seu destino.

K. Abaixo está a mensagem que enviei para vários lugares:

Para:

Sujeito: Problema de detalhes de contato.

Prezadas Senhoras/Senhores.

Estou a ser tratado numa comunidade que apoia os doentes mentais na comunidade da organização “reut” como parte do “sal shikum” – e ocasionalmente recebo uma cesta de casa da estrutura que me acompanha em nome do albergue “Avivit”.

Ultimamente estou tendo um problema estranho: todos os meios de contato com o framework não funcionam: e-mails que envio para avivit6@barak.net.il não são entregues ao seu destino e retornam para mim um após o outro – mesmo quando tento enviar uma mensagem de fax

para o número 972-2-6432551 as mensagens não são entregues ao seu destino e também voltam para mim.

Devo salientar que além dos meus problemas mentais, também sofro de uma deficiência física grave – e é muito difícil a ponto de ser impossível para mim ir fisicamente ao prédio do albergue sempre que houver uma mensagem que eu gostaria Para dar-lhes.

Claro que, com os meios tecnológicos de hoje, tal situação é completamente absurda.

Portanto, estou interessado em saber por que as mensagens que estou tentando enviar para a equipe do Hostel Avivit, se e quando necessário, não são entregues ao seu destino.

Eu estaria interessado em saber qual é o endereço apropriado para esclarecer tal problema.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini,

Rua Costa Rica 115,

Entrada A-flat 4,

Kiryat Menachem,

Jerusalém, CEP: 9662592.

Números de telefone: em casa-972-2-6427757. celular-972-58-6784040.

fax-972-77-2700076.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus endereços de e-mail: 029547403@walla.co.il

e-: asb783a@gmail.com e: assaf197254@yahoo.co.il

e: ass.benyamini@yandex.com e: assaf002@mail2world.com e: assafbenyamini@hotmail.com e: assaffff@protonmail.com e: benyamini@vk.com e: assafbenyamini@163.com

3) Ressalto que o problema que estou explicando aqui não existe em muitas de minhas aplicações para muitos outros lugares ou instituições públicas para as quais as mensagens que estou tentando enviar são entregues ao seu destino sem nenhum problema.

 

L. Abaixo está uma mensagem que enviei para Vardan – um assistente do albergue “Avivit”:

Vardan Shalom:

Após a correspondência com Sara, ficou claro para mim qual é a essência do evento – fazer evento “churrasco” – algo a que me oponho em princípio. Portanto, não irei ao evento – embora minha presença nele não seja absolutamente necessária – e como você sabe minha caminhada é muito difícil e não há razão para hesitar por que diabos você não disse a verdade?? Por que você tentou esconder as informações sobre o evento de mim??? O que havia de tão secreto nisso??

Por que você fez isso comigo?? Por quê??

Por isso estou pedindo a você, e em todas as línguas solicitadas, que pare com esses jogos estúpidos e desnecessários – somos adultos e não estamos no jardim de infância!!!

Apenas farto!!!

Asaf Benjamim.

Ocultar mensagem original

—– Uma mensagem encaminhada —–

Por:Assaf Benjamin < assaf197254@yahoo.co.il >

para:Sarah Stora < sarahstora26@gmail.com >

Enviado em:Sábado, 8 de outubro de 2022 às 21:01:50 GMT+3

Tema:Re: evento no hostel.

 

Ola Sarah:

Agradeço a informação importante – e agora está realmente claro qual é a essência do evento: estar “em chamas” – e como lhe disse em uma de nossas reuniões, sou contra isso em princípio.

Vardan escolheu esconder esse assunto de mim conscientemente – e por isso estou muito zangado com ele.

Algumas coisas simplesmente não são feitas.

Cumprimentos,

Assaf Benyamini.

 

No sábado, 8 de outubro de 2022 às 20:45:14 GMT+3, Sarah Stora < sarahstora26@gmail.com > escreveu:

 

Assaf Estou anexando ordens. Isto é o que eu tenho do albergue.

Feliz feriado

 

Le sam. 8 de outubro de 2022 às 19:01, Sarah Stora < sarahstora26@gmail.com > a écrit :

Olá Assaf,

Há realmente um problema com o e-mail do hostel. Vou verificar com a equipe sobre Sucot e escrever para você o mais rápido possível.

boa semana

Sara Stora

 

Le sam. 8 de outubro de 2022 às 12:55, Assaf Binyamini < assaf197254@yahoo.co.il > um escrito:

Ola Sarah:

Estou tentando enviar a seguinte mensagem para o endereço de e-mail do hostelavivit6@barak.net.il – exceto que as mensagens que envio não são entregues ao seu destino e voltam para mim uma após a outra.

Por isso, gostaria de lhe perguntar:

1) O e-mail do hostel mudou ou mudou? E se sim, qual é o endereço de e-mail correto do hostel? De qualquer forma, se você não estiver pronto para me fornecer o endereço de e-mail atual do albergue, eu estaria interessado em saber as razões para isso.

2) Gostaria de receber informações sobre o evento no hostel para o qual sou convidado – e confirmar sua existência o guia Verdan me informou na última visita à casa. Quem organiza o evento? Que tipo de evento é esse? E quais são os objetivos dele?

3) Ressalto que Vardan não responde à minha mensagem da Agência de Segurança Nacional – mensagem que enviei para bvardhan@gmail.com.

4) Eu realmente não consigo entender o que é tão secreto aqui. Como sabem, tenho muita dificuldade de locomoção e locomoção, e não pretendo comparecer ao evento (que no momento não sei nada o que é) se minha presença nele não for necessária ou necessária.

5) De qualquer forma, aguardo explicações.

 

Saudações à equipe do “Avivit” Hostel:

Na sexta-feira, 7 de outubro de 2022, ao meio-dia, o guia Verdan esteve no meu apartamento pela manhã – e recebi uma mensagem dele sobre um evento no hostel para o qual sou convidado, e que acontecerá na próxima segunda-feira ao meio-dia – a saber: em Sucot.

No entanto, quando perguntei sobre o tipo de evento, não recebi nenhum tipo de resposta de Morden.

E como, como sabemos, as decisões não podem ser tomadas com base na ausência de informações relevantes, gostaria de perguntar: que tipo de evento é esse? Quem o organiza? Quais são os objetivos deste evento? E por que sou convidado para isso?

Eu apreciaria se você pudesse explicar o que as coisas deveriam significar.

Cumprimentos,

assaf benyamini – um residente do alojamento protegido do albergue.

Post Scriptum. 1) Meu número de identificação: 029547403.

2) Meus números de telefone: em casa-972-2-6427757. celular-972-58-6784040.

 

M. Aqui estão alguns dos meus links:

https://sites.google.com/view/shlilibareshet/%D7%91%D7%99%D7%AA

https://anchor.fm/assaf-benyamini

servidores da empresa24

https://sites.google.com/view/raayonotonline/%D7%91%D7%99%D7%AA

https://www.youtube.com/channel/UCX17EMVKfwYLVJNQN9Qlzrg

https://www.youtube.com/watch?v=ABXTP51Crzs

https://www.youtube.com/watch?v=TNLEE5KIdK4

https://shavvim.co.il/2021/07/22/%d7%90%d7%a0%d7%99-%d7%9c%d7%90-%d7%90%d7%95%d7%9b %d7%9c%d7%aa-%d7%99%d7%9e%d7%99%d7%9d-%d7%a9%d7%9c%d7%9e%d7%99%d7%9d-%d7% aa%d7%9b%d7%99%d7%a8%d7%95-%d7%90%d7%aa-%d7%94%d7%a0%d7%9b%d7%99%d7%9d/

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *